Mídias sociais – Tendências 2017

  • ASB Marketing
  • Nenhum Comentário
  • Atrair

O mercado de redes sociais em 2017 está sendo inovador. Então prepare-se para saber o que é mais relevante nesse assunto e arrasar com as redes de sua empresa: Primeiramente, 10 fatos que você precisa saber sobre Mídias Sociais:

  • Facebook tem mais de 1,15 bilhões de usuários;
  • 23% desses usuários acessam sua conta do Facebook mais de 5 vezes por dia;
  • 74% dos comerciantes acreditam que o Facebook é importante para a sua estratégia de geração de leads;
  • O setor que mais cresce no Twitter são os usuários com idade entre 55 e 64 anos;
  • Em média, 400 milhões de tweets são enviados a cada dia;
  • Google+ ultrapassou 500 milhões de usuários;
  • 40% dos comerciantes usam o Google+, com 67% de planejamento para aumentar suas atividades no Google+ este ano;
  • LinkedIn agora tem 238 milhões de usuários. 50% dos usuários tem um bacharelado ou mestrado;
  • Instagram ultrapassou 130 milhões de usuários.

Esses dados te impressionam não é mesmo? Mais gente que você imaginava passa muito tempo nas redes sociais. Qualidade, produtividade, assiduidade e muito foco no que você quer que sua marca comunique é necessário. Confira abaixo 10 tendências fundamentais das mídias sociais em 2017 (fonte Kantar Media Ibope e IDG NOW).

  1. Snap e Facebook: muito além do social – Diversificação como chave para o sucesso

    Conquistar uma grande base de usuários de redes sociais já não é mais suficiente para as companhias que surgiram com foco neste segmento. A Kantar Media detalha como Snapchat e Facebook estão inovando na busca por novos usuários ativos.

  2. Surfando a onda da “Realidade Aumentada” – O auge do ambiente web

    Bastante popularizada a partir do fenômeno Pokemon Go, a chamada Realidade Virtual já chama atenção de diversos players do mercado de tecnologia — como Google, Apple, Facebook, Snap, Twitter e Amazon — e de veículos de mídia como o The New York Times.

  3. A revolução da distribuição de conteúdo – A era das experiências

    A distribuição de conteúdo costumava ser bem simples. Mídias e marcas publicavam nos seus sites/blogs e compartilhavam estes conteúdos nas redes sociais. Este processo evoluiu intensamente e a proliferação de canais de comunicação exigiu das marcas o desenvolvimento de conteúdos específicos e abordagens customizadas para cada um deles.

  4. Os chatbots chegaram… mas não estão sozinhos – Iluminando o “dark social”

    O movimento dos consumidores em direção ao uso massivo dos apps de mensagens já provoca, desde 2014, uma movimentação das marcas no mesmo caminho. Em 2016, os chatbots de atendimento – aplicativos que reproduzem códigos de conversas para gerar uma comunicação automatizada com os usuários – surgiram como outra grande tendência a se observar.

  5. O crescimento das redes de pergunta e resposta – Celebridades e influenciadores ao seu dispor

    Começou na China e agora está se espalhando por outros mercados ao redor do mundo, a adoção em massa de serviços de Q&A que permitem o envio de perguntas para celebridades e influenciadores. A Kantar Media analisa o lançamento do “Record” – app independente do LinkedIn.

  6. Programas de influenciadores: aposta da moda ou sábio investimento? – A economia da confiança é mais que uma tendência

    Em um cenário em que a identidade da marca não é mais restrita à sua própria mensagem, mas sim um reflexo das experiências coletivas de seus consumidores e fãs que seguem a companhia, a confiança é um atributo de suma importância. Neste contexto, o marketing de influenciadores se destaca. A linguagem moderna da confiança é engenhosa e, acima de tudo, alimentada por ótimas influências, classificações e críticas.

  7. Redes sociais e TV: o casal do futuro – Ponto de partida para uma nova geração de telespectadores

    As redes sociais sempre tiveram um vínculo com o conteúdo de TV/vídeo. Agora, o fenômeno “Social TV” marca a união da televisão com essas mídias, por meio das milhões de pessoas que compartilham as suas experiências com outros telespectadores nas redes sociais. O Kantar Twitter TV Ratings monitora as conversas sobre TV no Twitter. Em todos os mercados onde o serviço está disponível (Reino Unido, Espanha, Filipinas, Turquia e Brasil), descobrimos que as conversas fora da janela de transmissão tornaram-se maiores do que aquelas que acontecem durante a transmissão. Com as audiências discutindo os programas fora do horário de transmissão, vídeo e TV continuam se estendendo por meio das redes sociais.

  8. Fale! – Os assistentes virtuais querem antecipar os seus desejos

    Nas pesquisas feitas na internet, as perguntas realizadas com recursos de voz dobraram de 2014 para 2015. A ferramenta é mais uma evolução nos mecanismos de busca na web, que hoje já permitem a personalização de resultados por geolocalização e até uma compreensão melhor da intenção dos usuários. A ideia é que as ferramentas de pesquisa de fato tragam respostas às perguntas dos usuários, e não apenas resultados de uma busca.

  9. Social commerce: quem será a galinha dos ovos de ouro? – Pinterest reivindica o trono

    Ainda que as redes sociais tenham lançado recursos e ferramentas para facilitar a compra de produtos e serviços a partir de seus canais, a conversão ainda é complexa e apresenta resultados aquém das expectativas. Uma exceção parece ser o Pinterest. Uma pesquisa da Kantar Millward Brown relatou que 96% dos visitantes da rede social de compartilhamento de fotos usam o site para planejar uma compra, e 87% realmente fizeram uma compra depois de ver algo que apreciaram. Por isso, a capacidade do Pinterest gerar vendas é um importante diferencial da plataforma.

  10. Office War! – Tormenta para Slack e outros players

    O mercado de ferramentas digitais para comunicação dentro das empresas ainda é muito fragmentado. Este é um setor que enfrenta desafios como a falta de compatibilidade entre diferentes recursos e a resistência de algumas companhias em adotar ferramentas sociais por considerarem que elas desviariam a atenção dos funcionários. No entanto, a crescente presença de Millennials na força de trabalho tende a mudar esse quadro ? muitos deles veem as mídias sociais como a melhor maneira para romper as barreiras de comunicação, especialmente em grandes empresas.

Após ler todas as tendências digitais para 2017 você ainda não acha prioridade contratar uma agência para cuidar das estratégias de marketing digital da sua marca? Entre em contato conosco e mude de ideia.

Veja Também

07

dezembro

0 Comentário

Tendências do marketing digital para 2017

  • Autor: ASB Marketing
  • Postado: 07/12/2016
  • Comentários: 0 Comentário
Tendências marketing digital 2017 No marketing digital, ficar de fora das principais tendências pode fazer com que a sua marca perca o ritmo competitivo em pouco tempo. Por isso, comece a se preparar para o ano que vem ficando a par do que deve ganhar destaque nos meses que estão por ...